home > edições anteriores> 2021

VIVADANÇA 2021

O VIVADANÇA Festival Internacional realizou a sua 14ª edição entre os dias 29 de abril e 9 de maio de 2021, em formato totalmente adaptado para o online e o digital, com espetáculos de diversas partes do mundo e um olhar especial para a videodança. Na programação se destacam produções de dança contemporânea do continente africano, mostras virtuais de produção local e internacional, batalhas de breaks e MC’s, concurso de popping, ações formativas com oficinas e encontros para networking, além de lançamento do podcast “Bahia Mundo” com profissionais da dança que se estabeleceram em outros países. Participaram desta edição produções artísticas de 12 países: Brasil, Alemanha, França, Moçambique, Senegal, Espanha, Polônia, Togo, Namíbia, Camarões, Níger e Tanzânia. Toda a programação é aberta e gratuita para o Brasil, com exceção do espetáculo de abertura “Dancing at dusk – um momento com A Sagração da Primavera de Pina Bausch”, que chega com exclusividade ao Brasil através do Goethe-Institut.

espetáculos 2021

Em 2021, a programação online do VIVADANÇA Festival Internacional abrigou espetáculos de dança pensados exclusivamente para o formato audiovisual. Não são apenas espetáculos filmados, mas verdadeiros filmes de dança com estilos e estéticas bastante diversos. Nosso principal objetivo foi continuar oferecendo ao nosso público peças de dança com qualidade abraçando o desafio de imergir no audiovisual como recurso fundamental, neste momento, para desfrutar das obras. Nossa programação contou com vídeos de curta e média duração, além de um videoclipe, provenientes de 12 países. Clique nas imagens abaixo para acessar as informações de cada espetáculo.

3 Irmãos

(Alemanha/Brasil)

Adupé Obaluaê

(Brasil)

Aquele que cai

(França)

Cellule

(França)

Dançando ao Anoitecer

(Alemanha/Reino Unido/Senegal)

Deus nos Acudi

(Moçambique)

Ela Poema

(Espanha/países africanos)

Malou & Dominique

(Alemanha)

Mostra dança em foco

(Brasil)

Mostra Fiver Cervantes

(Espanha)

mostras vivadança 2021

Mostra Baiana de Dança Contemporânea

Em 2021, a Mostra chegou à sua 7ª edição, em formato on-line, e uma programação composta por obras convidadas que foram criadas ou estreadas durante o isolamento social. Além dos espetáculos, essa edição também lançou como ferramenta de difusão da dança baiana, um catálogo permanente com todas as obras apresentadas pela mostra ao longo da sua história. Com curadoria de Cristina Castro e Thiago Cohen, a Mostra explorou como tema as múltiplas formas pelas quais a dança nos move.

Mostra Casa Aberta

Tradicional no VIVADANÇA, este ano, a curadoria selecionou 15 obras em formato de vídeo que fizeram parte do universo da Mostra Casa Aberta para apresentação de uma coletânea/playlist de vídeos de artistas que atravessaram as programações da Mostra nos últimos anos, representando a força e diversidade da dança. A playlist em celebração da Mostra Casa Aberta teve estreia no dia 3 de maio de 2021 no palco virtual do Teatro Vila Velha no YouTube. 

Batalhas do Hip Hop

Parte fundamental do VIVADANÇA, as batalhas de Hip Hop se adaptaram para o formato online, com a realização de batalhas na modalidade 1 vs 1 e os vídeos foram gravados e avaliados pelo júri convidado. Participaram 8 duplas de B.Boys e B.Girls, além de 8 duplas de MC’s e a categoria popping não formou uma batalha, mas um concurso de 10 performances com premiação para os três primeiros lugares das batalhas de break e de MC’s. A ação foi coordenada por Ananias Break e Thina Reis.

atividades paralelas

As ações formativas, características do VIVADANÇA, ganharam muita força no online e incluíram intercâmbios, com profissionais brasileiros e estrangeiros, além de debates sobre videodança e novas possibilidades para o campo profissional da dança durante e depois da pandemia. A tradicional rodada de negócios deu lugar a um movimento expandido de networking, reunindo profissionais e iniciativas públicas e privadas do Brasil e de outros países que oferecem oportunidades para a dança com destaque especial para os encontros Conexão América Latina e Conexão África, que reuniu curadores de festivais de dança dessas regiões ansiosos por se conectar com o Brasil. Esta edição também contou com uma residência artística que atuou em colaboração com a equipe do Hip Hop VIVADANÇA.

Intercâmbios

Em 2021, o VIVADANÇA Festival Internacional ofereceu 07 atividades de intercâmbio em diversos formatos e para diversos públicos:

Dança para crianças (Teresa Rotenberg);

Solos Stuttgart & VIVADANÇA: trajetória e caminhos para o futuro (Marcelo Santos);

Dança e tela: Brasil/Espanha (Samuel Retortillo e Leonel Brum);

Breaking/Bgirling, (Viola Luise);

Live Balé Folclórico da Bahia: 33 anos de história na dança (Zebrinha e Nildinha Fonseca);

Dança moderna/contemporânea (Carlos Sampaio);

Bate-papo IN KINO: uma experiência em pemba de Moçambique (Idio Chichava e Pak Ndjamena).

Networking

O formato de rodada de negócios, já tradicional do VIVADANÇA, em 2021 se abriu para uma ideia ainda mais abrangente de networking: recebemos profissionais da dança de todo o mundo para se conectar e criar relações de trabalho para parcerias futuras. A programação contou com as seguintes atividades:

Crear Circuitos: mapeamento de espaços cênicos iberoamericanos;

Plataforma apoio.art

Conexão América Latina: redes e festivais em Tempos de Pandemia; 

Conexão África: festivais e projetos de arte cênicas; 

StagePluss: distribuição de conteúdos em artes cênicas.

Residência

O convidado para a Residência do VIVADANÇA, em 2021, foi o coreógrafo e bailarino Raphael Hillebrand, natural de Hong Kong, com pais de origem germânica e da África Ocidental, que usa um multifacetado repertório cultural para formar sua visão sobre hip-hop e dança-teatro.

 

Endossado como residente na versão digital do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, ele ofereceu a sua obra, “3 Brüder” (3 Irmãos), para uma adaptação ao contexto brasileiro com interpretação do popper baiano Tiago Bruneve, e texto adaptado pelo escritor, também baiano, Moisés Alves.

Bahia Mundo podcast

Em sintonia com as novas plataformas de conteúdo digital, 2021 também foi ano de lançamento do Bahia Mundo, podcast em 05 episódios com convidados muito especiais: bailarinos e coreógrafos baianos que saíram da Bahia e ganharam o mundo. Ao longo do programa, artistas que se estabeleceram no mercado profissional da dança em outros países compartilham suas experiências, abrindo novos horizontes de atuação no campo da dança. Os convidados desta primeira temporada foram: Armando Pekeno (França), Augusto Soledade (Estados Unidos), Carlos Sampaio (Alemanha), Dimi Ferreira (França) e Evelin Keller (China). Apresentado por Sérgio Cerviño Rivero.

Cine África

Em parceria com a Mostra de Cinemas Africanos, o VIVADANÇA Festival Internacional exibiu 02 filmes africanos contemporâneos que têm o universo da dança como mote de suas narrativas: Para lá dos meus passos (2019), dirigido por Kamy Lara (Angola), e Kmêdeus (2020), dirigido por Nuno Miranda (Cabo Verde). Com curadoria das diretoras dos dois festivais, Cristina Castro e Ana Camila Esteves, esta pequena seleção mostra um pouco de como o cinema de dois países africanos de língua oficial portuguesa pautam a dança dentro do audiovisual.

catálogo digital

Texto em construção.

ficha técnica

Direção geral e curadoria: Cristina Castro

ADMINISTRAÇÃO
Coordenação administrativa: Rafael Matos
Assistência administrativa: Lais Lima

PRODUÇÃO
Coordenação de Produção: Bergson Nunes
Produção Executiva: Anderson Danttas e Clara Torres
Assistente de produção: Igor Nascimento

Coordenação de Transmissão: Clara Torres
Operador de Transmissão: Walter Junior (TaffsX)

Mediação Cultural: CRIARE – Projetos Culturais e Educacionais
Coordenação: Poliana Bicalho
Assistência: Victor Hugo
Tradução em Libras: Aline Suzart
Tradução Simultânea: Chica Carelli e Clara Cerqueira/Francês; Marilene Baptista/Espanhol; Fernanda Amâncio/Inglês
Tradução em intercâmbio artístico: Vinicius Bustani  

MOSTRA BAIANA DE DANÇA CONTEMPORÂNEA
Curadoria: Cristina Castro e Thiago Cohen
Produção Mostra: Thiago Cohen
Produção Catálogo: Bergson Nunes e Ana Camila Esteves

MOSTRA CASA ABERTA
Curadoria: Cristina Castro e Matias Santiago
Coordenação: Matias Santiago
Assistência: Fernanda Rachell

BATALHA DE BREAK
Coordenação: Ananias Break
Produção: Thina Reis

PODCAST BAHIA MUNDO
Apresentação: Sérgio Cerviño Rivero
Produção: Bergson Nunes
Editor de Áudio e criação de vinheta: Filipe Mimoso

COMUNICAÇÃO
Produção de comunicação/Coordenação: Ana Camila Esteves
Assessoria de imprensa: Gisele Santana e Isidoro Guggiana
Tradução textos: Camila Kowalski
Direção de arte/designer: Pedro Gaudenz
Fotografia arte gráfica: Ibsen Santos
Design gráfico: Levi Barbosa
Redes sociais: Nadya Librelon
Editor de vídeos: Levi Barbosa
Website: Fagner Barboza e Natália Novaes

regua-de-marcas-vivadanca1024_C

2021 – Vivadança Festival Internacional