ações do festival > networking

Selo_Networking

O formato de rodada de negócios já tradicional do VIVADANÇA, se abre para uma ideia mais abrangente de networking. Receberemos profissionais da dança de todo o mundo para se conectar e criar relações de trabalho para parcerias futuras. Confira a programação e acompanhe no nosso canal no YouTube!

ENTREVISTA
Pro Helvetia/COINCIDÊNCIA – Intercâmbios culturais entre Suíça e América do Sul com João Paulo Quintella

image1

A Pro Helvetia América do Sul é uma das seis representações de intercâmbio da Fundação Suíça para a Cultura. Trata-se do primeiro escritório descentralizado da Pro Helvetia e conta com representantes em Bogotá (CO), Buenos Aires (AR), La Paz (BO), Santiago (CL) e São Paulo (BR). A Pro Helvetia América do Sul atua em toda a região, apoiando projetos, residências e viagens de pesquisa não apenas nesses países, mas também em: Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. O escritório promove o intercâmbio artístico e cultural entre a Suíça e a América do Sul. Estabelecemos laços com organizadores de eventos locais, desenvolvemos e cultivamos parcerias de longo prazo, iniciamos coproduções com artistas das regiões em questão e organizamos residências.

 

A história da Pro Helvetia América do Sul começou em outubro de 2017, quando foi lançado o programa «COINCIDÊNCIA – Intercâmbios Culturais entre Suíça e América do Sul», com objetivo de criar parcerias e possibilitar que plataformas sul-americanas apresentem produções suíças. Foram mais de 300 projetos a apoiados no contexto do programa, em vigor até 2020. No ano seguinte, dando procedimento a esse trabalho, a Pro Helvetia estabeleceu um escritório intercâmbio permanente na região, mantendo a estrutura do COINCIDÊNCIA e ampliando as ações entre a Suíça e a região.

SERVIÇO

Dia 02 de maio de 2022

(segunda-feira), 17h

SOBRE João Quintella

João Paulo Quintella

João Paulo Quintella é curador independente. Atualmente, coordena o programa de intercâmbios artísticos da Fundação Suíça Pro Helvetia no Brasil. Mestre em Processos Artísticos Contemporâneos pela UERJ. Curador, entre outros, dos projetos Permanências e Destruições (RJ), contemplado pelo Edital Oi Futuro de Projetos Nacionais em 2015 e 2016; Remanso (Funarte, Brasília); Céu Aberto (comissionado pelo Goethe-Rio em parceria com a Vila Autódromo- RJ); Suposto Sul – Suposto Norte, em parceria com Michelle Sommer (Cafuné, Berlim). Integrou a equipe de curadoria e pesquisa da Casa França-Brasil durante a gestão do curador e professor Marcelo Campos. Já escreveu para a Select, Edições Sesc São Paulo, Bazar Arte e Canal Contemporâneo, entre outros. Pesquisa as relações entre arte, espaço e experiência, investindo sobre modos expositivos site-specific.

ENTREVISTA
ARTDOOR – MÍDIA COM RESPONSABILIDADE CULTURAL com Reinofy Duarte

O Artdoor – Mídia com Responsabilidade Cultural é um aplicativo baseado em geolocalização que aproxima público e arte (artistas e respectivas obras, espaços culturais e sua programação, empresas produtoras e suas produções). Tudo isso de maneira sustentável, estimulando a economia de cultura local.

SERVIÇO

Dia 03 de maio de 2022

(terça-feira), 17h

SOBRE Reinofy Duarte

reinofy

Os primeiros vínculos com profisisonais com a Arte se deram através da literatura, no Curso de Letras Vernáculas. Em 2002 criou a Produtora Domínio Público, Produtora Cultural com foco em criação, produção e distribuição de produtos culturais a um custo reduzido. Sentindo uma necessidade de formação profissional na área de Produção Executiva, em 2008, foi a Cuba fazer uma especialização nessa área, ao longo de 3 meses, em oficina coordenada por Sandy Liebereson.  Coordenou entre 2009  e 2013 o evento Ciclo Salvador de Cinema, patrocinado pela Caixa Cultural. Em 2013 criou, com Suzana Rezende o embrião do Artdoor, que chegou a receber o Prêmio Ideias Inovadoras, na categoria de Economia Criativa. Atualmente trabalha como CEO do Artdoor, que recebeu em 2018 aporte financeiro da FAPESB.

ENTREVISTA
E-Fórum Artes e Ideias – Solos na Rede
com Elísio Pitta e Wolnei Macena

e-fórum artes e ideias (1)

É uma plataforma digital artística e cultural, um espaço colaborativo entre artistas e apreciadores da arte, da cultura e das humanidades, tem o propósito de promover a diversidade expressiva em todas as suas ações, bem com instigar diálogos e, principalmente, dar estrutura e suporte para que os profissionais convidados possam desenvolver seus trabalhos no ambiente online com tranquilidade e qualidade técnica. Somos um complemento para o mundo físico, uma forma de diminuir as distâncias.

SERVIÇO

Dia 05 de maio de 2022

(quinta-feira), 17h

SOBRE Elisio Pita

elisio pita 3

Com experiência de mais 45 anos de atividades artísticas ininterruptas; abrangem: dança, música, teatro e cinema. Pitta estudou e trabalhou com renomados mestres das artes de várias partes do mundo. Em 1986 ele fundou a Alujá Dance Company um grupo de dança moderna que excursionou nos Estados Unidos Canadá e México. Em 1994 coordenou um programa de intercâmbio cultural entre Alujá Arts Center e organizações de arte brasileiras, onde conduziram uma série de palestras, master classes e apresentações em Salvador e São Paulo. Desde o ano 2000 Elisio Pitta atua como Coordenador Geral do Instituto Oyá, em Salvador; em 2002 fundou o Balé da Mata Companhia de Danças, no qual é Diretor Artístico e Coreógrafo Residente. Desde 2018 morando e trabalhando em São Paulo, é professor de dança moderna na companhia do Ballet Stagium, onde atua como artista residente desenvolvendo as “Oficinas de Aceleração Técnica”. Em 2019 cocriou o projeto “Solos-Coletivo de Dança Contemporânea”; é co-fundador da plataforma E-Forum Arts e Ideias.

SOBRE Wolnei Macena

Wolnei 3

Bailarino, Coreógrafo, Professor, Performer, Diretor artístico e técnico, Pesquisador da Cultura Védica e Yoga.Idealizador e sócio fundador, diretor técnico e artístico da “Artnaesfera” uma empresa de Negócios com Arte e do espaço “Canto dos Reis” Eventos e Gastronomia em parceria com a curadora Tania Reis. Co-fundador da E-Fórum Artes e Ideias, responsável por sua identidade visual e diretor artístico  associado do projeto Solos na Rede.

2021 – Festival Vivadança

2021 – Vivadança Festival Internacional

regua-de-marcas-vivadanca1024_C