espetáculos > mesa posta

Mesa Posta

Celui qui tombe (Aquele que cai)

de Yoan Bourgeois (França) | 14 anos
ESTREIA 1º de maio 2021 (sábado)
disponível por 48h

SINOPSE

Mesa Posta é uma videodança crítica e reflexiva sobre a valorização, o respeito e a autoestima da mulher. Aborda cenicamente um processo de tomada de consciência que questiona situações aparentemente corriqueiras, mas igualmente opressoras, e estabelece limites sobre estes problemas. Níveis fisicamente densos e fatais dessa violência de gênero também estão presentes em Mesa Posta, como as cenas em que a pancadaria e o feminicídio aparecem. Mesa Posta é uma produção artística feita em tempos de pandemia e que se posiciona de modo radicalmente contrário à autorização cultural que violenta, fere e mata a mulher.

MESA POSTA 2
MESA POSTA 3

FICHA TÉCNICA

Concepção e Direção Geral: Thaís Bandeira Elenco e Criação: Ana Paula Bouzas, Luiz Antônio Sena Jr, Marcelo Galvão, Thaís Bandeira Coreografia: Ana Paula Bouzas, Marcelo Galvão, Thaís Bandeira Preparação corporal: Ana Paula Bouzas, Thaís Bandeira Roteiro: Luiz Antônio Sena Jr, Marcelo Galvão, Thaís Bandeira Dramaturgia: Luiz Antônio Sena Jr Direção de Fotografia: Dante Vicenzo, Luiz Antônio Sena Jr, Marcelo Galvão Filmagem e Edição: Dante Vicenzo Trilha sonora: Luiz Antônio Sena Jr Músicas originais: “Dança”, “Solitude”, “Agir para existir”, de Roquildes Junior Produção: Bergson Nunes Design gráfico: Diego Moreno Locação: Aquário Cultural

BIOGRAFIA DOS REALIZADORES

Ana Paula Bouzas é baiana, nascida em Salvador. Há mais de 30 anos trabalha como artista nas funções de atriz, bailarina, coreógrafa, diretora de movimento e preparadora de elenco em teatro, dança, cinema e TV. É graduada em Dança e pós-graduada em Preparação Corporal nas Artes Cênicas pela Faculdade Angel Vianna (RJ). Integrou grupos e cias de teatro e dança em Salvador e no Rio de Janeiro.

 

Luiz Antônio Sena Jr. é artista da cena, dramaturgo, diretor e produtor cultural. Bacharel em Artes Cênicas (UFBA), especialista em Política e Gestão Cultural (UFRB), atualmente é mestrando no PPGAC – UFBA, com pesquisa em dramaturgia para o espaço urbano. Com quase 20 anos de trajetória artística, desenvolve trabalhos em teatro, dança, música e literatura, especialmente ligados a grupos e coletivos.

 

Marcelo Galvão é graduado em Licenciatura em Dança pela UFBA (2008). Fundador do Coletivo CASA 4 que desenvolve trabalhos artísticos com base na dança de salão e em seu referencial de investigação e composição na contemporaneidade da dança. Tem experiência como professor, dançarino, coreógrafo, diretor, pesquisador e produtor na área de artes, com ênfase em dança

 

Thaís Bandeira é formada em Dança pela UFBA, trabalha como dançarina criadora junto a artistas, coletivos e grupos independentes da cidade. Dedica-se ao estudo aprofundado sobre postura e emoção aliado à atuação como Professora de Pilates. Desde que se tornou mãe e passou a trabalhar como Doula acompanhando mulheres em parto, o universo feminino e questões sociopolíticas acerca da mulher se firmaram como fortes temas de interesse. 

O VIVADANÇA é um espaço de celebração da dança e da diversidade em movimento. Ao longo de 13 anos de história, o festival coloca a Bahia na rota de eventos calendarizados promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais.

logo-vivadanca-100px

O VIVADANÇA é um espaço de celebração da dança e da diversidade em movimento. Ao longo de 13 anos de história, o festival coloca a Bahia na rota de eventos calendarizados promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais.

2021 – Festival Vivadança