vivadança 2021> programação > espetáculos > cellule

cellule

Cellule (Célula)

de Nach (França) | 18 anos
ESTREIA 1º de maio 2021 às 20h
disponível por 48h

SINOPSE

Nach é uma jovem que começou a se interessar por Krump após assistir ao filme “Rize” de David LaChapelle e se apresentar em uma dessas apresentações de dança na frente da Ópera de Lyon em 2005. De rituais urbanos nos telhados do Porte de Montreuil a Éloge du puissant Royaume do coreógrafo contemporâneo Heddy Maalem, Nach diz estar “explorando o território de suas luzes e sombras interiores (…) e brincando com a ambiguidade de seu corpo andrógino, dois seres conversando dentro do mesmo corpo”. Como para todos os Krumpers, Nach é ela mesma e seu avatar. Em seu solo de dança “Cellule,” projeções de vídeo revestem as paredes dessa célula com interações de close-ups em corpos que se abraçam. Do Krump, esta dança muito codificada e hierarquizada nascida em Los Angeles nos anos 2000 após protestos raciais, Nach apresenta uma versão pessoal, libertada do passado mas leal aos pares do movimento.

SOBRE Nach (França)

Nach encontrou o Krump pela primeira vez por acaso aos 22 anos, em frente à Ópera de Lyon, depois de ver Rize, o documentário de David Lachapelle sobre essa dança urbana. A rua foi a primeira escola de Nach. A seguir, forjou a sua dança através de uma série de encontros: com Heddy Maalem em 2012, que influenciou o seu desejo de desenvolver o Krump no contato com outras práticas, com Bintou Dembélé, com Marcel Bozonnet, mas também com artes tradicionais como o Kathakali e o flamenco. Suas referências também vêm da fotografia (Antoine d’Agata e Francesca Woodman), da poesia (Sony Labou Tansi), das artes audiovisuais, do cinema de arte e da música experimental.

FICHA TÉCNICA

Coreografia, performances, texto e imagem: Nach
Desenho de luz, iluminação e vídeo: Emmanuel Tussore
Responsável técnico e engenheiro de som: Vincent Hoppe
Cenário: Boris Munger and Jean-Alain Van
Coproduzido com: Espace 1789, Scène conventionnée danse – Saint-Ouen, Maison
Daniel Féry – Nanterre, CDCN Atelier de Paris / Carolyn Carlson – Vincennes, Théâtre de Fresnes
Com o apoio de: La Maison des Métallos – Paris, La Scène nationale de Saint-
Nazaire, le CN D – Pantin, Le CCN de Roubaix, le CCN de La Rochelle
Agradecimentos: Heddy Maalem and Marcel Bozonnet
Produção : NACH VAN VAN DANCE COMPANY
Administração, produção e turnê: MANAKIN Lauren Boyer & Leslie Perrin

uma parceria:

logos _ mid + embaixada + instituto francês (fundo preto) (1)

O VIVADANÇA é um espaço de celebração da dança e da diversidade em movimento. Ao longo de 13 anos de história, o festival coloca a Bahia na rota de eventos calendarizados promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais.

logo-vivadanca-100px

O VIVADANÇA é um espaço de celebração da dança e da diversidade em movimento. Ao longo de 13 anos de história, o festival coloca a Bahia na rota de eventos calendarizados promovendo ricos diálogos e intercâmbios culturais.

regua-de-marcas-vivadanca1024_C
2021 – Festival Vivadança